quarta-feira, fevereiro 21, 2024
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
InícioTecnologiaComo Configurar Estrutura Master e Slave em DNS

Como Configurar Estrutura Master e Slave em DNS

O DNS (Domain Name System) é uma tecnologia fundamental para o funcionamento da internet. Ele é responsável por traduzir os nomes de domínio em endereços IP, permitindo que os usuários acessem os sites digitando apenas o nome em vez de um número complexo.

Uma das configurações mais comuns em um ambiente de DNS é a estrutura Master e Slave. Neste artigo, vamos explicar o que é essa estrutura e como configurá-la.

O que é a estrutura Master e Slave em DNS?

A estrutura Master e Slave em DNS é uma configuração em que um servidor DNS principal (Master) é responsável por armazenar e gerenciar as informações de um determinado domínio, enquanto um ou mais servidores DNS secundários (Slaves) replicam essas informações para garantir a disponibilidade e a redundância do serviço.

Essa configuração é especialmente útil em ambientes onde é necessário garantir que o serviço de DNS esteja sempre disponível, mesmo em caso de falha do servidor principal.

Como configurar a estrutura Master e Slave em DNS?

A configuração da estrutura Master e Slave em DNS envolve alguns passos simples. Vamos mostrar a seguir como fazer isso:

  1. Passo 1: Escolha os servidores DNS que atuarão como Master e Slave. Certifique-se de que eles estejam configurados corretamente e funcionando adequadamente.
  2. Passo 2: No servidor Master, acesse o arquivo de configuração do DNS. Geralmente, esse arquivo é chamado de named.conf e está localizado no diretório /etc/bind/.
  3. Passo 3: Dentro do arquivo de configuração, adicione a seguinte linha:
  4. allow-transfer { endereço_ip_slave; };

    Substitua endereço_ip_slave pelo endereço IP do servidor Slave.

  5. Passo 4: No servidor Slave, acesse o arquivo de configuração do DNS.
  6. Passo 5: Dentro do arquivo de configuração, adicione a seguinte linha:
  7. masters { endereço_ip_master; };

    Substitua endereço_ip_master pelo endereço IP do servidor Master.

  8. Passo 6: Reinicie os servidores DNS para que as alterações entrem em vigor.

Com esses passos, a estrutura Master e Slave em DNS estará configurada. Agora, o servidor Slave irá replicar as informações do servidor Master, garantindo a disponibilidade e a redundância do serviço de DNS.

Conclusão

A configuração da estrutura Master e Slave em DNS é uma prática essencial para garantir a disponibilidade e a redundância do serviço. Com essa configuração, é possível evitar falhas no DNS e garantir que os usuários possam acessar os sites sem interrupções.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

mais populares

comentários mais recentes